Voluntários dos Consegs e Programa Vizinhança Solidária são homenageados

20.03.2018

 

O Deputado Estadual Coronel Camilo (PSD) presidiu uma Sessão Solene realizada nesta segunda-feira, 19/3, para homenagear os Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). O parlamentar lembrou que segurança pública “é um dever do Estado, mas uma responsabilidade de todos”.

 

Criado em 1985 pelo governo Franco Montoro, esses conselhos foram pioneiros na busca da participação popular. “Foi a melhor forma que o Poder Público encontrou de conversar com a sociedade sobre segurança”, declarou Coronel Camilo, Comandante-Geral da Polícia Militar entre 2009 e 2012.

 

Ele enalteceu o trabalho realizado pelos voluntários dos Consegs, afirmando que se o Estado de São Paulo tem bons índices no combate à criminalidade, muito se deve a esse trabalho. Durante o evento, o deputado destacou a presença do Coronel da PM Luiz Pesce de Arruda, um dos responsáveis pela implantação dos Consegs no Estado; do vereador Josias da Juco (Juventude Cívica de Osasco), que tem uma história de superação pessoal; e do Major PM Marcos Daniel, por sua dedicação ao Programa Vizinhança Solidária. Todos foram aplaudidos de pé pelos mais de duzentos participantes.

 

O deputado lembrou que, por sugestão de Arruda, apresentou, quando vereador em São Paulo, o Projeto de Lei que criou o Dia do Vizinho. “É importante que os vizinhos se conheçam e haja solidariedade entre eles. As pessoas não podem ser indiferentes. A participação popular faz toda a diferença na segurança pública”, declarou.

 

O Coordenador Estadual dos Consegs, Evaldo Coratto, agradeceu o apoio de Camilo e elogiou o trabalho desenvolvido pelos voluntários. “São verdadeiros parceiros das melhores polícias Militares e Civis do Brasil”, asseverou o coordenador.

 

O Coronel Salles, representando o Comandante-Geral PM, e o ex-delegado-geral da Polícia Civil, Maurício Freire, também louvaram a iniciativa do Coronel Camilo, o pioneirismo do ex-governador Franco Montoro e a consciência cidadã dos participantes.

 

“Todos precisamos fazer a nossa parte. É o que chamamos de disciplina consciente. Fazer o que é certo porque é o certo, sem se importar se tem alguém observando ou não”, concluiu Coronel Camilo.

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com