Coronel Camilo esclarece: benefícios para a Polícia Militar e valorização

30.08.2017

 

Em sua fala no canal do Youtube, nesta semana, por meio do quadro "Coronel Camilo Esclarece"  (28ª edição), o parlamentar  tirou dúvidas sobre o PLC 4/2017, de autoria do governador, que altera a idade para aposentadoria compulsória e traz outras mudanças sobre a inatividade do policial militar.

 

O Deputado Coronel Camilo (PSD),  esclarece que o fato de a idade compulsória passar a ser atingida aos 60 anos para todos os policiais militares, independentemente da graduação ou posto, visa apenas evitar que o servidor perca benefícios ao ser obrigado a se aposentar antes do período que pretendia.

 

Pela propositura, as praças também passam a ter direito a irem para a reserva. “Esta parte do projeto possibilita que os policiais possam ser recontratados pela Corporação, mas ninguém será obrigado a voltar ao trabalho, caso não queira. Será como a Dejem ou a Operação Delegada, que escala apenas policiais que desejam participar”, diz o deputado.

 

Sobre a impossibilidade de o 2º Tenente reformado não poder voltar a trabalhar, Camilo esclarece que apresentará um emenda para possibilitar que a praça que era Subtenente e se aposentou como oficial possa desempenhar funções administrativas.

 

Outra emenda apresentada ao PLC  pelo Deputado Coronel Camilo foi sobre a aposentadoria das mulheres policiais, propondo a diminuição de 30 para 25 anos do tempo de serviço à Corporação. “Como já acontece com as policiais civis e professores”, argumentou.

 

O fim do chamado “pedágio” para a promoção de oficiais  também foi objeto de emenda do parlamentar. Para que as praças que já estão reformadas possam ser recontratadas, o deputado Coronel Camilo apresentou emenda aglutinativa propondo sejam consideradas na reserva. A íntegra da fala do deputado Coronel Camilo pode ser acessada pelo link https://youtu.be/UV7KLcjTX50

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com