Ouvidor não comparece em reunião da Comissão de Segurança Pública da Assembleia

 

Na tarde desta quarta-feira, dia 16, o Ouvidor da Polícia, Julio Cesar Neves, não compareceu em reunião agendada para às 14h na Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários da Assembleia Legislativa. Segundo o Deputado Estadual Coronel Camilo, que é vice-presidente da Comissão e responsável por convidar o Ouvidor, Julio César avisou que não poderia estar presente horas antes dos trabalhos.

 

Em junho, Camilo encaminhou junho, Camilo encaminhou ao Palácio dos Bandeirantes um pedido ao governador do Estado, Geraldo Alckmin, pedindo imediata exoneração do Ouvidor. Na ocasião, o deputado disse que Cesar Neves estava "extrapolando suas atribuições, buscando exposição pessoal e, acima de tudo, prejulgando as ações da Polícia Militar de forma irresponsável". Depois de fazer o encaminhamento do pedido, Camilo ainda convidou o Ouvidor a vir à Assembleia com o intuito de explicar seus posicionamentos parciais e atitudes antecipadas em relação à Polícia Militar.

 

Mesmo sem a presença de Cesar Neves a Comissão de Segurança ocorreu normalmente. Por iniciativa do Coronel Camilo foi votado que o Ouvidor então seja convocado a estar na Assembleia dentro de 15 dias para conversar com os integrantes da Comissão. De acordo com Camilo, por unanimidade, foi votado que a convocação fosse feita. "Até então ele estava sendo convidado a estar conosco, mas não veio", lamentou.   

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com