Aproveite a Virada. Com segurança!

 

 

Neste fim de semana, a cidade recebe mais uma edição da Virada Cultural. A festa, em seu 12º ano, faz parte de da agenda da Prefeitura de São Paulo e visa movimentar a cidade, permitindo diversão para todos os paulistanos. Nestes dias de lazer, são necessários cuidados para evitar as cenas de violência e os arrastões vistos em anos anteriores.

 

Segundo o Deputado Coronel Camilo, que foi Comandante-Geral da PM por três anos, a prevenção é a principal ferramenta de sucesso para evitar crimes. Nesta linha, ele diz que a ideia é que a Polícia Militar e a Prefeitura, com a atuação da Guarda Civil Metropolitana e fiscais, se entrosem, atuando juntas. ''Isso vale para a fiscalização de venda de produtos proibidos e para o monitoramento forte, evitando crimes. Não podemos esquecer que, nessas ocasiões, os criminosos sentem mais facilidade para agir e roubar, em razão da grande quantidade de pessoas", orienta Camilo.

 

Este ano, a Polícia Militar criou uma inovação para ajudar na segurança do público. A sala de gerenciamento da Corporação será direcionada, nestes dias, ao monitoramento do evento. A PM também montou um esquema especial: serão 1.000 homens a mais nas ruas protegendo as pessoas, além de 15 bases móveis no Centro de São Paulo e também nos bairros mais afastados. "Apesar desses cuidados, o cidadão, que vai com a família ou sozinho, também pode colaborar. Não deixe suas crianças sem um adulto próximo e não ostente objetos de valor", destaca o Deputado.

 

De acordo com Camilo, se for de Metrô, opte pela compra antecipada de bilhetes e tome cuidado com seus pertences, principalmente se estiver em locais com grande circulação de pessoas. "Seja tolerante e evite confusões, afinal todos querem usar a oportunidade para a diversão", conclui o ex-Comandante da PM.

 

Outra dica muito importante é não consumir bebidas sem a devida identificação de origem, especialmente os  vinhos químicos. Os produtos, além de fazerem mal à saúde, podem provocar até a morte, pois acabam sendo comercializados em locais impróprios, gerando um ambiente desorganizado e sujeito a uma série de outros problemas. ''Como sempre oriento, caso vejam algum tipo de irregularidade ou crime, acionem um fiscal da Prefeitura, um Guarda Municipal ou um PM. Cuidem do celular. Utilizem o aparelho somente em caso de extrema necessidade'', destaca o Coronel.

 

 

 

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com