Valor do patriotismo

  

Nesta semana, comemoramos o Dia da Bandeira do Brasil.  Apesar da celebração, é cada vez mais raro encontrar pessoas ostentando a nossa Bandeira no  dia a dia.  Também são comuns, por incrível que possa parecer, cenas de jovens e adultos exibindo, sejam em roupas ou acessórios, bandeiras de outros países, entre eles os Estados Unidos.

 

Não é um grande erro enaltecer outros países. É um aprendizado e uma forma de interação com outras culturas. Porém, precisamos reascender o sentimento de patriotismo e incentivar, especialmente as crianças, a admirarem seu país e seu povo. Isso deve ser intensificado nas escolas, ainda no primário e na formação do aluno. Sempre defendi essa causa.

 

O exemplo também vem de casa, quando os próprios pais e avós podem levar filhos e netos a entenderem a relevância de amar a Pátria acima de tudo, sendo coerente e seguindo a linha do respeito e do bem.

No dia em que se comemora o Dia da Bandeira do Brasil, infelizmente foram raras as manifestações de carinho pelo país. Independentemente de opção política, de quem ganhou ou perdeu as eleições, temos pela frente um grande desafio que irá garantir o futuro das nossas famílias: tornar nossa nação melhor e trazer avanços.

 

Em março deste ano, um advogado chamado José Braga teve um gesto interessante ao espalhar pela cidade, em vias importantes e pontes, bandeiras do Brasil com a finalidade de despertar a atenção para o País e aumentar o patriotismo. Segundo ele, antes mesmo de tomar essa atitude, em seu escritório, já havia colocado bandeiras nas mesas e em outras dependências com a mesma finalidade: mudar o país e fazer dele ainda melhor.

 

Nos colégios militares e nos colégios da Polícia Militar, existe a prática de hasteamento da bandeira e canto do Hino Nacional uma vez por semana. É outra forma de internalizar valores éticos e morais nos jovens. A rotina já chegou a ser alvo de crítica e foi confundida com ritos que remetem à ditadura, mas, na realidade, é algo que sempre ocorre nas unidades de ensino e que vem se perdendo. Na minha opinião, deve voltar!

 

Como Deputado Estadual, apresentei um projeto de lei para retornas às salas de aulas lições de ética e cidadania. Assim que a proposta foi anunciada, houve crítica de parte da sociedade, por uma pequena confusão com a Ditadura.

 

Nos tempos atuais e com o término das eleições, tivemos a democracia como vencedora. A partir de agora, é seguir em frente e acentuar a união, independentemente de resultados ou ideologia política. Juntos, temos que cobrar os políticos - e eu me incluo nesses - para que todos trabalhem para o progresso do país. A maior mensagem que podemos absorver neste momento é a extrema importância de viver em um ambiente melhor, mais justo e com boas ideias.

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com