PM AJUDA A CUMPRIR LEI MARIA DA PENHA EM SP!

 

Hoje, dia 21/2, vai ao ar, pela TV Assembleia de São Paulo, o Programa Em Discussão, às 21h30, com a participação do Deputado Coronel Camilo  e outros policiais e que mostrará a atuação da Polícia Militar na segurança de mulheres que são vítimas de agressão pelos ex companheiros. É possível assistir o programa pelo Canal 7 da Net e 9 da Vivo. TV.

 

Trata-se da Patrulha Família Segura! Essa Patrulha é tão importante que o Deputado Camilo apresentou um projeto de lei para ampliar essa ideia, ou seja, fazer com que a proteção seja expandida para todo Estado e não só em algumas cidades, como está atualmente. É que o programa tem funcionado somente no Vale do Ribeira. Diariamente, PMs, um homem  e uma mulher, visitam as mulheres que têm proteção da Lei Maria da Penha. Visitam, ainda, o ex companheiro para mostrarem que estão atentos. 

 

A patrulha teve início em 13 de maio de 2015 na cidade de Registro.

 

Surgiu após um PM da região ter uma amiga bem próxima agredida pelo parceiro.

 

Atualmente, temos 6 policiais (3 masculinos e 3 femininos). Mas costumam visitar a vítima uma dupla de PMs.

 

Atendem as cidades de Registro, Sete Barras, Iguápe, Ilha Comprida, Miracatu, Jacupiranga, Eldorado, Pariquera-Açu e Cajati

Todos os municípios pertencem a região do Vale do Ribeira, atendido pelo 14º BPM/I.

 

No Estado, somente na nossa região é realizado pela PM, existem alguns municípios onde a Guarda Municipal realiza o serviço.

 

Atendimentos: 151

Na 1ª Cia/PM – área que compõe as cidades de Registro, Sete-Barras e Juquiá, 86 Famílias são acompanhadas, sendo que foram revogadas 65 medidas protetivas a pedido das vitimas;


Na 2ª Cia/PM – área composta pelas cidades de Jacupiranga, Barra do Turvo, Cajati, Iporanga, Eldorado, Pariquera-Açú e Cananéia, 79 Famílias são acompanhadas, sendo 13 medidas protetivas revogadas;


Na 3ª Cia/PM – área das cidades de Iguápe, Ilha-Comprida e Miracatu, 65 Famílias são acompanhadas, sendo que foi revogada uma medida protetiva.

 

 

O que é?

Policiamento que consiste em patrulha da PM com uma policial e um policial, que fazem visitas constantes às vítimas e os núcleos familiares oprimidos pela violência doméstica.

 

Objetivo:

Fiscalizar o cumprimento das Medidas Protetivas deferidas pelo Juiz em desfavor do agressor, para que a sensação de segurança volte a pairar sobre aquela família, fazendo valer a Medida Protetiva, afastando o agressor da vítima e monitorando a família para que não volte a sofrer novas agressões. É papel da Patrulha também fazer contato com o agressor para orientá-lo sobre o cumprimento das Medidas e cientificá-lo que estaremos acompanhando aquela família.

 

Serviços oferecidos:

Visitas periódicas à Assistida (aumento da sensação de segurança)

Encaminhamento aos serviços públicos que a vítima necessite

Participação em possíveis audiências (o agressor pode estar presente)

 

Como solicitar:

Após o boletim de ocorrência ser feito e ainda ser preenchido o questionário próprio sobre a violência doméstica anexado, o Delegado encaminha esse Boletim de Ocorrência ao Ministério Público. Assim que a Medida Protetiva é deferida pelo Juiz, a Patrulha Família Segura é informada e inicia o acompanhamento da vítima

 

O que muda?

A partir do surgimento da Patrulha Família Segura, as Medidas Protetivas deixaram de ser somente um pedaço de papel que ficava na bolsa. Agora, com a presença da Patrulha, ela se sente mais segura, ganhando aliado para romper o silêncio e aquele círculo de violência para que possa se restabelecer e ter coragem e confiança para recomeçar uma nova vida.

 

Como posso participar:

Base 1ª Cia: 3821-6488/3821-6489

3821-6490/6491

PM: 190

Disque Denúncia: 180

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com