Programa Família Segura é tema central de seminário promovido por Coronel Camilo

24.11.2017

 

Coordenado pelo Deputado Coronel Camilo, o Seminário sobre Violência Doméstica, realizado na quinta-feira, 23/11, na Assembleia Legislativa, contou com a presença da Coordenadora do PSD Mulher, Alda Marco Antônio e de várias autoridades da região de Registro, que falaram sobre o Programa Patrulha Família Segura, uma iniciativa da Polícia Militar que vem sendo desenvolvida no Vale do Ribeira e que tem sido eficaz na proteção de mulheres vítimas de agressão de companheiros e ex.

 

O Deputado disse que “combatendo a violência doméstica, se inibe também a prática de outros delitos, pois retira essa sensação de impunidade que o agressor muitas vezes acaba sentindo”. Coronel Camilo declarou que essa experiência desenvolvida na região de Registro pode ser trazida para outras do Estado, fazendo valer o cumprimento de medidas protetivas.

 

Alda Marco Antônio elogiou a iniciativa de Camilo. Ela entende que há uma cultura machista na sociedade brasileira e que este debate é importante para a mudança dessa situação. A juíza Bárbara Chinen, da 3ª Vara de Registro, mencionou a importância nos dias atuais da Lei Maria da Penha, e que a medida protetiva prevista na lei, que implica no afastamento do agressor da vítima foi uma grande inovação e que este programa da Patrulha Família Segura tornou mais efetiva essa previsão legal.

 

A Major Madalena Almeida Leite, Coordenadora da Patrulha Família Segura em Registro e região, afirmou que as mulheres agredidas ficam muito fragilizadas e vulneráveis, e que as visitas realizadas pelos policiais militares lhe dão conforto e segurança. O sucesso do programa é incontestável. “Nos casos em que houve atendimento pelos policiais do programa, não tivemos nenhum caso de reincidência”, declarou a oficial.

 

O comandante do 14º BPM/I, Tenente Coronel Nelson Proença, disse que o programa teve início após um policial da região ter se sensibilizado com uma amiga agredida pelo ex-cônjuge, no ano de 2015. Ele percebeu a importância da visita policial após esse tipo de agressão. Proença afirmou que a PM atende 540 casos distribuídos em 8 municípios da região, tendo realizado mais de 1200 visitas.

 

O evento também contou com a presença do psicólogo Alexandre Munhoz, de Pariquera-Açu, que explicou a técnica de como esses casos são encaminhados dentro desse complexo problema social. Por fim, o Coronel Rogério, representando o Comandante-Geral da Corporação destacou a iniciativa do Seminário e ressaltou que a parceria entre os diversos órgãos públicos facilita o trabalho prestado pela Polícia Militar.

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com