Em entrevista ao Diário SP, Coronel Camilo cobra melhores salários para a PM

05.09.2017

 

Coordenador da Frente Parlamentar da Segurança Pública na Assembleia Legislativa, o Deputado Coronel Camilo (PSD) foi a autoridade escolhida pelo Diário de São Paulo para opinar sobre o aumento do crime de latrocínio no Estado, conforme matéria publicada neste domingo, 3/9.O parlamentar citou a crise econômica sem precedentes, com 14 milhões de pessoas desempregadas no País e as falhas na aplicação da justiça - que geram a sensação de impunidade; como fatores determinantes para esse aumento.

 

O jornal, citando dados da Secretária da Segurança Pública, afirma que houve um acréscimo de 19% de latrocínios no Estado. Na Capital, o aumento foi ainda maior: 41%.Comandante-geral da Polícia Militar por três anos (2009-2012), o Deputado Coronel Camilo afirma que “a Polícia Militar, apesar de estar há três anos sem aumento salarial, desvalorizada pelo governo, ainda tem a maior taxa de prisão, abordagens e retirada de armas das ruas do país”. Camilo observa que metade das pessoas presas pela polícia saem já na audiência de custódia.

 

“Na Cracolândia, por exemplo, um traficante é preso na segunda-feira e, na quinta, já pode estar de volta às ruas”, afirma Camilo que também pede maior critério nas saídas temporárias dos presos. “Há dois anos, saíam 18 mil presos nas datas comemorativas. No último dia dos pais, saíram 30 mil. Geralmente 10% não voltam”, lamentou. A reportagem traz manifestações da Secretaria da Segurança e do Instituto Sou da Paz a respeito desse recrudescimento criminal. A matéria completa pode ser vista através do link

 

http://flip.diariosp.com.br/edicao/impressa/364/03-09-2017.html

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comece a escrever seu post aqui. Você pode inserir imagens e vídeos ao clicar nos ícones acima.

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com