Cidadania envolve o ''Vizinhança solidária e a Segurança''

 

Exercitar a cidadania é cuidar do espaço onde vivemos. Quando tomamos conta da nossa casa, da nossa rua, do nosso bairro e do nosso município nos sentimos como pertencentes a tal lugar.  Com isso, aumentamos a solidariedade, ajudamos o próximo a também colaboramos com a integração.

 

Muitas vezes, situações erradas, como buracos no asfalto, ruas com iluminação precária e lixo espalhado tornam-se fatos banais. Contudo, é imprescindível se indignar e agir como parceiros do Poder Público, corrigindo as falhas, ou seja, cobrando de quem deve fazer.

 

Nessa linha, saliento que esses e outros problemas ligados à zeladoria da cidade, como bagunça, interferem na segurança pública, uma área fundamental e que requer a participação de todos. Algo que funciona muito bem nesse aspecto são programas cujas finalidades são de unir pessoas no combate à violência.

 

Um exemplo é o projeto “Vizinhança Solidária”, que nasceu em 2009 e é desenvolvido na área do 23º Batalhão de Polícia Militar. Funciona assim: os residentes de um bairro ou região trocam informações entre si com o objetivo de prevenir assaltos: condomínios e casas, em parceira com a polícia, se comunicam de modo que todos estejam em alerta diante de atitudes suspeitas.

 

Uma estimativa da polícia mostra que em alguns bairros, a incidência de crimes patrimoniais caiu pela metade. Esse trabalho tão importante é realizado também em Santo André, zonas sul e oeste. O que muda são os dizeres, que variam e podem ser conhecidos como “Meu vizinho está de olho”. Quem participa, tem uma placa fixada na porta de casa – mostrando que ali ocorre uma integração em prol da segurança.

 

Não podemos ser indiferentes com o que acontece na nossa vizinhança. Um primeiro passo é conhecer o vizinho, frequentar os Conselhos Comunitários de Segurança e conhecer o policial de sua região. Isso é um modelo de polícia comunitária. A polícia tem o dever de trabalhar pela segurança, mas ninguém faz nada sozinho.

 

Alvaro Batista Camilo

Deputado Estadual

Comandou a PM por três anos (2009 a 2012)

 

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com