Policiais Militares do Vale do Ribeira apresentam o projeto ‘‘Família Segura’’

 

Policiais militares e moradores do Vale do Ribeira estiveram no último dia 14, na Assembleia Legislativa de São Paulo, para apresentar o projeto “Família Segura”, iniciativa que garante a segurança de vítimas de violência doméstica. O convite partiu do Deputado Coronel Camilo, líder do Partido Social Democrático.

 

“Este é um projeto exemplo para todos e já mostra que está dando muito certo. Vamos trabalhar para levar essa boa ideia para outras cidades do Estado. Afinal, esse também é o papel da Polícia Militar: proteger aqueles que sofrem com este tipo de violência dentro de casa”, afirma o deputado, lembrando que é Coordenador da Frente Parlamentar da Família, Cidadania e Cultura na Assembleia. Camilo deixou o espaço aberto para quem desejar promover eventos por meio da Frente.

 

Major Proença, um dos representantes do projeto, agradeceu o apoio do Deputado Coronel Camilo e expressou sua alegria em poder acompanhar a ampla expansão do programa. “Foi uma iniciativa que teve início na cidade de Registro, no ano de 2015, e tem como missão resgatar a cidadania e a dignidade das pessoas”, lembra o oficial da PM.

 

Atualmente, são 280 famílias assistidas por três patrulhas. Cada uma é composta por um policial militar homem e uma policial feminina. Os PMS realizam visitas às famílias e alertam o agressor sobre os riscos e penalidades que podem sofrer em caso de descumprimento da medida protetiva.

 

Maria Augusta, nome fictício, esteve presente no evento e relatou sua gratidão aos policiais da patrulha. “Graças aos policiais, hoje eu tenho um emprego, uma casa para abrigar meus filhos e isso é importante. Depois de tudo que eu passei me sentia com medo, com desconfiança de tudo, e eles me passaram proteção. Acho que as mulheres que sofrem violência devem procurar ajuda e denunciar os agressores. Hoje tenho a patrulha na minha vida e sou muito feliz”, comemora.

 

Em São Paulo

 

O vereador Ari Friedenbach também esteve no encontro e falou sobre a iniciativa da Guarda Civil Metropolitana, que realiza trabalho semelhante na região central da Capital. “Conseguimos reduzir em quase 100% a violência doméstica na região e constatamos que, além da família assistida ficar em segurança, o entorno ficou mais seguro”, diz.

 

“Esta é a forma de trabalhar da Polícia Militar: amparando aqueles que mais precisam num momento difícil, além de darem proteção para mães e filhos que não têm a quem recorrer. Parabéns a todos vocês pelo trabalho que realizam”, enfatiza Camilo, Comandante-Geral da PM de 2009 a 2012.

 

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com