A comunicação e a polícia

 

 

A comunicação é imprescindível para o sucesso de qualquer organização. Por isso, hoje trago a vocês curiosidades de um Centro pouco citado dentro da Policia Militar, mas que é de grande importância para toda a população, pois é uma área responsável por divulgar informações sobre as atividades da Instituição e ocorrências cotidianas de um policial. Refiro-me ao Centro de Comunicação Social, o CcomSoc, que completa seis anos neste mês.

 

Esse setor, hoje chefiado pelo Coronel Franco Nassaro, foi inaugurado no meu comando da PM, em 2010, com o intuito de apoiar a imprensa e informar prontamente os mais relevantes trabalhos realizados pelos comandos de policiamento do Estado. Entre as atribuições mais fortes do CcomSoc destaco o atendimento direto aos jornalistas.

 

São, em média, 50 pedidos de informação por dia. As dúvidas vão desde números oficiais de policiais mortos até ocorrências que resultam em confronto com criminosos. Pelo menos 70 policiais trabalham no CComSoc para fazer as atividades da PM chegarem a todos. Basicamente, a unidade fornece dia a dia o outro lado para algumas reportagens.

 

O Centro de Comunicação tem, ao todo, uma atividade de imprensa, relações públicas, publicidade e propaganda e cerimonial. Nos tempos atuais, acabou por dar espaço às redes sociais. Algumas pessoas podem estar se perguntando: e antes? Como funcionava? Anteriormente, a PM tinha a chamada 5ª Seção, que fazia um trabalho semelhante ao atual, porém a chegada deste novo setor possibilitou que a comunicação fosse tratada de forma diferenciada, reconhecendo sua importância de ser transparente e rápida.

 

A população pode acompanhar a PM no Facebook, no blog e no site. Ali, são postadas fotos de PMs em atividades e textos com detalhes sobre Canil, Cavalaria e a ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar). Há, ainda, imagens de mães e seus recém-nascidos, que não conseguiram chegar a tempo em uma maternidade e foram apoiadas por patrulheiros. São cenas muito bonitas e humanas.

Outro fato interessante é que, ao longo dos anos, a polícia foi ganhando espaço nas TVs com seriados famosos, dentre eles a Operação de Risco, o Polícia 24 Horas, Águias da Cidade e outros. Muitos caíram no gosto do público e continuam fazendo sucesso.

 

Sou um defensor da comunicação. Apoio esse tipo de ferramenta para dar transparência às Instituições. Não somente na PM, mas nas multinacionais e setores públicos. Acredito que mostrando o nosso trabalho é que conseguimos a confiança das pessoas. Da mesma forma, defendo o trabalho da imprensa. Os jornais são fundamentais na formação de opinião – por isso a apoio incondicionalmente trabalhos que lidam com a notícia e serviço a população.

 

* Artigo publicado em 27 de abril no Jornal Estação

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com