Número de policiais da Operação Delegada cai 70% na zona norte

 

 

No último dia 8, quinta-feira, o Deputado Estadual Coronel Camilo esteve na Associação Comercial Distrital Norte para fazer uma palestra sobre a situação atual da Operação Delegada na região. Na mesma noite, foi feita a apresentação, aos moradores e comerciantes, do Coronel Marcelino Fernandes da Silva, que assumiu recentemente o Comando de Policiamento de Área (CPA/M-3). O antecessor dele, Coronel Antonio Valdir Gonçalves Filho, também esteve no local para acompanhar a cerimônia.

 

O encontro ocorreu na Rua Jovita, em Santana às 20h com cerca de 100 pessoas. Muitas associações de bairros participara e deram sugestões de melhorias para ruas e praças. Antes de falar ao público, Coronel Camilo desejou sucesso aos novos comandantes e destacou que a zona norte é uma das regiões mais seguras para se viver. Porém, segundo ele, a área ainda enfrenta muitos desafios na segurança, um deles está relacionado à desordem urbana. “Infelizmente, tivemos uma queda brusca no número de PMs que fazem a Operação Delegada. Isso influencia diretamente na desordem”, comenta.

 

De acordo com Camilo, o número de PMs neste programa caiu 70% em ruas da zona norte. “Essa atividade, que surgiu na gestão Kassab e no meu comandando na PM, em 2009, ajudava muito a deixar as calçadas ordenadas e preservava o espaço público”, afirma. O deputado conta que, no geral, toda a Operação tem definhado em toda a cidade.

 

Na Operação Delegada, PMs trabalham por adesão, nas horas de folga, para o governo municipal. Em todo o Estado, já são 57 municípios que aderiram ao programa. “A capital, infelizmente, vai na contramão’, lamenta Camilo. Para provar a queda no efetivo, o deputado mostrou fotos com ruas que sofreram a diminuição de policiais. 

 

Solenidade

 

No começo da palestra, o Coronel Marcelino frisou que será uma satisfação trabalhar pela segurança da zona norte e que, como morador da região, a fase é interessante. “São quase 30 anos por aqui, incluindo a Academia (do Barro Branco)”, comenta. Para o oficial, problemas como arrombamentos de lojas, que estavam sendo registrados na região, já foram relatados por alguns comerciantes e inclusive resolvidos. “Essa foi uma das primeiras missões que fiz ao assumir o comando. A ajuda da população é fundamental para prevenir crimes”, finaliza

 

 

 

Please reload

Arquivo de notícias

18/12/2018

Please reload

Desenvolvido por @carinarabelo.com